Camille Claudel e a normalidade

Gente querida,
deixo aqui mais elementos e alimentos para o nosso pensar…
Dia lindo para todos nós!

Que mulheres como Camille Claudel nos façam relembrar… a cada novo dia… a importância de trabalharmos por uma sociedade onde as pessoas não sejam classificadas, “organizadas”, vistas e “tratadas” do lugar de suas supostas ou reais ” patologias” ou desvios da normalidade.

Que possamos, com a força do conhecimento, do encontro, do afeto e da arte, construir novas e refazer velhas pontes entre os humanos… aprendendo … cada dia mais… a conhecer o que adoece… fragiliza… fragmenta… dissocia… mas também o que potencializa, agrega, fortalece, reconstrói!

Porque eu acredito que só podemos visitar nossos espaços mais doloridos, a partir do que temos de melhor!

Super-indico o texto abaixo – Camille Claudel: a quem serve a normalidade? , do Blog da Boi Tempo… para que possamos refletir sobre o que ainda reproduzimos hoje… e no que avançamos… em relação à forma como percebemos e concebemos normalidade e loucura… e para além disso, a maneira… muitas vezes ainda cruel … como nos relacionamos com o que é visto e classificado como “fora da norma”!

(Para ler o texto, clique no título.)

Camille Claudel: a quem serve a normalidade?

daniela lima blog camille claudel

Boa leitura para todos nós!

Alessandra Rosalles

Arteterapeuta


Imagem e excerto: Reprodução Blog da Boi Tempo