Ateliê de Arteterapia do Proter – IPq HC

Orgulho por ter encerrado um ciclo de trabalho no Ateliê de Arteterapia do Proter – IPq HC; fechamento coroado com a reportagem a seguir, feita pela Rede Record.

Agradeço a Dr. Rita Cecilia Reis Ferreira pela oportunidade ao longo destes quase dois anos de trabalho e a cada um dos participantes do ateliê… pela acolhida tão generosa e pela possibilidade de acompanhar histórias de vida tão potentes! Confio que o Espaço do Ateliê é um Espaço de Saúde e penso que o depoimento de todos… e mais do que isso… a frequência de todos no Ateliê, mostra o quanto nosso universo interno é rico e cheio de possibilidades.

Uma das coisas que mais me encanta na Arteterapia é saber que.. através dela, podemos exercitar… o que ainda não é possível na vida… e que absolutamente tudo o que criamos retrata o potencial infinito de mudança que há em nós.

Trago comigo os traços, a voz, o olhar, o carinho, as cores e um pouquinho da história de cada um … memórias que sempre me levarão para pertinho de vocês!

Continuem exercitando a coragem… a saúde… o encontro. Eu acredito que ninguém cura ninguém… ninguém se cura sozinho… nós nos curamos é no encontro!!!

Arteterapeuta Alessandra Rosalles


Fonte vídeo: Portal R7 

O cuidador em foco – Reaprender a cuidar de si mesmo

Reaprender a Cui(dar-se), esse foi o tema de mais uma oficina realizada ontem, 23 de outubro, no Espaço Viver com Arte.
Gratidão a Cris pelo convite e a todas as participantes que … juntas… fizeram deste encontro de Arteterapia, um espaço de escuta amorosa, acolhimento e reflexão. E, assim, puderam perceber, sentir e materializar um lugar de repouso em si mesmas!
Que possamos multiplicar para todas as redes de cuidado a que pertencemos, tudo o que, juntas, pudemos construir e receber!!!
Gratidão!

“… Se você expressar o que habita em você, isso irá salvá-lo.
Mas, se você não expressar o que habita em você, isso irá lhe destruir…”.

Jesus – Evangelo de São Tomé.

 001

002 003 004 005 006 007 008

009 014 013 012 011 010 015

016 028 027 026 025 024 023 022 021 020 019 018 017

031 032

Podcast La Rueda Del Hámster

Deixo aqui a indicação de um podcast sobre Arte que me chegou há alguns dias: La Rueda del Hámster. Programa 91. Crear para transformarte.

Entre outras coisas, a escuta traz uma reflexão sobre o papel da arte na escola e na vida; a relação da arte com um suposto “talento” inato e a importância do exercício da expressão e da arte na vida.

Indico, especialmente, para os professores, os arteterapeutas e todas as pessoas que, de algum modo, estão interessadas ou envolvidas com o campo da arte.

Boa escuta- reflexão para nós!

Arterapeuta Alessandra Rosalles

Podcast_La rueda del hamster

Escolas argentinas usam arte como fio condutor para o trabalho pedagógico

Por volta de 1958, duas professoras universitárias argentinas – uma formada em Artes e a outra em Música -, abriram uma pequena escola, a princípio, na casa de uma delas, por acreditar que era necessário ousar e começar a desenvolver experiências alternativas de educação. Este foi o início do que seriam as Escolas Experimentais no país…

Passados muitos anos de trabalho e de luta, foi criado um método pelos docentes de lá, inspirado na pedagogia proposta por Paulo Freire. No método criado, a arte é utilizada como fio condutor no desenvolvimento do trabalho das disciplinas obrigatórias do currículo.

Desde sua chegada na escola, os estudantes tem contato com pincéis, tintas e instrumentos musicais e, é a partir destes instrumentos-recursos, que os professores conduzem suas aulas.

Para além da questão da arte como condutora dos processos de ensino-aprendizagem, há outros aspectos fundamentais na concepção e no desenvolvimento das Escolas Experimentais na Argentina.

Esta é uma história que vale a leitura!!!

Acesse o site do Centro de Referências em Educação Integral e leia mais detalhes desta história.

 Abaixo, entrevista com Emilio, professor de uma escola pública experimental em Ushuaia, Argentina.

Abraço,

Arteterapeuta Alessandra Rosalles

Atendimentos em arteterapia

No processo terapêutico mediado pela arte, Arteterapia: “… A produção simbólica do paciente – trabalho de arte criado – permite que ele, acompanhado por seu arteterapeuta, vá, gradualmente, atribuindo sentidos para o que fez, através da palavra…”. Alessandra Rosalles

Se você tem interesse em iniciar um processo terapêutico, mediado pela arte – Arteterapia, o primeiro passo é agendar um encontro, sem custo, onde nos conheceremos e conversaremos sobre o que é essencial para a realização deste trabalho.

♦ Agendamentos pelo fone: 11 – 965012083

Terei imenso prazer em te receber!

L’arte che dice la verità

Edith Kramer

Edith Kramer (1916 – 2014), assim como Margaret Naumburg (1890- 1983), foi pioneira no trabalho da Arteterapia. Ela afirmava que

20160208_citação

Para todos que querem conhecer um pouco mais dos pressupostos do trabalho de Arteterapia proposto por Edith Kramer, indico a leitura do texto L’arte che dice la verità, publicado na revista Mediterranea.

Sempre più spesso si sente parlare di arteterapia, questo prezioso intervento “d’aiuto”, che attraverso l’utilizzo di materiali artistici esalta e sottolinea il “processo creativo”  quindi il fare arte, per produrre benessere, salute e migliorare la qualità della vita. (continue lendo)

Boa leitura para todos nós!

Alessandra Rosalles

Arteterapeuta


Imagem: Reprodução revista Mediterranea

Claudio Naranjo: uma aula sobre a vida

Das muitas coisas boas que me chegaram nesta semana, recomendo e multiplico o vídeo abaixo, de Claudio Naranjo, psiquiatra chileno, indicado ao prêmio Nobel da Paz.
Dentre outras coisas, o vídeo me fez lembrar do um livro, também de linguagem e texto muito simples – O que é científico, de Rubem Alves… que me chegou há uns dois anos atrás.
Nos dois textos, o que me encanta, é a discussão tão necessária… da importância do reconhecimento… nos nossos tempos (digo reconhecimento, porque os antigos filósofos já afirmavam a existência de qualidades primárias e secundárias do objeto e a necessidade de trabalha tais qualidades com a mesma intensidade) de que nosso aparato para pensar- aprender… possui uma metade racional e outra intuitiva. E que os aprendizados… também tão necessários à vida… provenientes da dimensão da intuição… só são possíveis através da experiência. Não se referem a um conhecimento que possa ser “estudado”, decorado, meramente transmitido.
Quando não reconhecemos os conhecimentos do campo da intuição como essenciais para o desenvolvimento humano, não abrimos o devido espaço na vida cotidiana para a arte e a fé, por exemplo. E, desta forma, comprimimos dimensões essenciais do humano. Essenciais para o crescimento e o auto-conhecimento do humano.
E, especialmente hoje… nós – todos e cada um de nós – carecemos demais de tudo o que é HUMANO. Para compreender, de fato, quem somos, para reaprender o sentido do amor e de amar, para poder conhecer e alinhar-se ao real sentido da nossa vida… entre tantas outras coisas…

Bom vídeo-semente para todos nós!
Alessandra Rosalles

Revista La Terapia del Arte

Super-recomendo a Revista Espanhola La Terapia del Arte. Além de conteúdo sério e interessante, em cada número, a revista traz sugestões fundamentadas… de exercícios práticos … para serem utilizados no campo da Arteterapia.

Abaixo, destaco a edição de fevereiro de 2015, que tem como tema: A Arte como ponte para nos relacionarmos. O texto analisa a estreita relação entre a Arte e as pessoas, como forma de embasar o crescente uso da arteterapia nos tempos atuais.

Clique aqui para acessar a edição de fevereiro de 2015 da revista La Terapia del Arte. 

20160203_Downtango.-Coreografía-Lucia-Marote.-Interpretación-Poliana-Lima-y-Lucia-Marote-2-960x499

Boa leitura para todos nós!

Alessandra Rosalles


Imagem: Reprodução (Downtango, coreografía: Lucia Marote. Interpretação: Poliana Lima e Lucia Marote)

Sugestões de Leitura: Arteterapira

1- arteterapia

CIORNAI, S.  (Org). Percursos em Arteterapia: Arteterapia Gestáltica, Arte em Psicoterapia, Supervisão em Arteterapia. São Paulo: Summus, 2004.

CIORNAI, S.  (Org). Percursos em Arteterapia: Ateliê Terapêutico. Arteterapia no Trabalho Comunitário. Trabalho Plástico e Linguagem Expressiva. Arteterapia e História da Arte. São Paulo: Summus, 2004.

CIORNAI, S.  (Org). Percursos em Arteterapia: Arteterapia e Educação. Arteterapia e Saúde. São Paulo: Summus, 2005.

KYIAN, Ana Maria Mezzarana. O Gosto do Experimento: Possibilidades Clínicas em GestaltTerapia. São Paulo: Editora Altana, 2009.

OAKLANDER, Violet. Descobrindo Crianças – A Abordagem Gestáltica com Crianças e Adolescentes. Trad. George Schlesinger São Paulo: Summus, 1980.

PAÍN, Sara. Fundamentos da Arteterapia. Trad. Giselle Unti. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

PAÍN, Sara e JARREAU, Gladys. Teoria e Técnica de Arte Terapia: A Compreensão do Sujeito. Trad. Rosana Severino Di Leone. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

REÍSÍN, Alejandro. Arteterapía – Semânticas e Morfologias. São Paulo: Vetor, 2006.

RHYNE, Janie. Arte e Gestalt- Padrões que Convergem. São Paulo: Summus, 1996.

Vários Autores. Arte como Espelho: Experimentos em Arteterapia Gestáltica. São Paulo: Editora Altana, 2006.