O que é Arteterapia?

…Criar é tanto estruturar quanto comunicar-se, é integrar significados e é transmiti-los. Ao criar, procuramos atingir uma realidade mais profunda do conhecimento das coisas. Ganhamos concomitante um sentimento de estruturação maior; sentimos que nos estamos desenvolvendo em algo de essencial para nosso ser…”. Fayga Ostrower

Aquarela

Desde tempos muito remotos o homem se expressa, se comunica através da arte – cenas do seu cotidiano – e cria adornos e instrumentos para sua subsistência. Alguns historiadores acreditam que as cenas retratadas nas paredes e teto das cavernas (algumas conservadas até hoje), se referem não só a acontecimentos vividos no dia-a-dia, mas também a uma espécie de “ritual de preparação para as caçadas”.

A criatividade é uma capacidade inata de todo ser humano!

2

A Arteterapia pode ser entendida como um trabalho terapêutico que utiliza modalidades expressivas diversas – desenho, pintura, escultura, colagem, modelagem e poesia, entre outros – no seu processo.

Através da Arteterapia, há um casamento da fantasia com a materialidade – produção simbólica – fruto de atividades realizadas através das modalidades expressivas.

A produção simbólica do paciente – trabalho de arte criado – permite que ele, acompanhado por seu arteterapeuta, vá, gradualmente, atribuindo sentidos para o que fez, através da palavra.

 Quais os benefícios do trabalho arteterapêutico?

Argila

“… O processo Arteterapêutico, permite que, simbolicamente e de forma perene, através de atividades expressivas diversas, sejam retratadas com precisão as sutis transformações que marcam o desenrolar da existência, documentando seus contínuos movimentos do vir a ser, que configuram-se e materializam conflitos e afetos… O fazer arteterapêutico expressa a singularidade e a identidade criativa de cada um… amplia possibilidades de estruturação… ativa potencialidades e contribui para a construção de modos mais harmônicos de comunicação, interação e estar no mundo.”. Angela Philippini

Diferente das terapias que se utilizam exclusivamente da palavra – narrar a própria história – na Arteterapia, a narrativa pode ser vivificada, materializada no presente a partir da elaboração da forma (corpo vivo sensorial e psíquico).

Um dos grandes benefícios da Arteterapia, por trabalhar com a linguagem simbólica, é trazer para a consciência conteúdos que até então eram desconhecidos, inconscientes.

Por meio do criar em arte e do refletir posterior sobre os trabalhos artísticos criados, pode-se ampliar o conhecimento que se tem de si mesmo, dos outros e do mundo; relacionar-se de forma mais crítica e apurada com o universo cotidiano das imagens; trabalhar a autoestima; lidar melhor com os desafios diários – criatividade – desenvolver novos recursos físicos, cognitivos e emocionais e, acima de tudo, desfrutar do prazer que é poder exercitar na arte – através do fazer artístico –  o que ainda não é possível fazer existir na vida!

Quem pode beneficiar-se da Arteterapia?

Todas as pessoas podem beneficiar-se da Arteterapia: crianças, jovens, adultos e idosos. Mas, especialmente os adultos e os idosos podem ser beneficiados por esse trabalho que resgata o lúdico, o espontâneo e a leveza, em meio a uma rotina agitada ou a mudanças de vida – novos sonhos e desafios.

Pessoas em fase de mudança ou de transição; em processos de adoecimento; mulheres que acabaram de ter seus bebês e estão planejando retomar sua rotina de um novo lugar; pessoas que estão passando por processos de separação ou que estejam apenas buscando um espaço para si – de fala, escuta, acolhimento e desenvolvimento do potencial criativo – em meio a sua rotina.

3

A Arteterapia não pressupõe o conhecimento de nenhuma técnica ou habilidade específica da arte, pois realmente tem como premissa que todos nós, humanos, temos a capacidade de criar!

Se quiser conhecer um pouco do meu trabalho de Arteterapia com grupos, clique aqui!

Segundo a classificação da Organização Mundial da Saúde, a Arteterapia  está inserida na categoria de Técnicas Complementares da Saúde.

“… No nosso dia-a-dia, vemos muitas coisas fora de contexto. A maioria das imagens que vemos estão fora de contexto… mas a necessidade fundamental do ser é que as coisas comuniquem um significado… Acho que mesmo quando crescemos, nós amamos o conforto e a segurança das histórias… Ouvir, narrar, criar… nos conecta profundamente com nossa dimensão do sagrado, do cuidado… A estrutura cria um sentido. E, nossa vida, de maneira geral, carece de sentido…”. Wim Wenders

5b

Conheça os trabalhos realizados, navegando pela categoria Arteterapia ou acessando a página Encontros de Arteterapia.